Notícias

14 | março | 2017

Prefeitura de Pitangueiras e Ibitiúva esclarece falta de água frequente no município

14/03/2017

Na semana passada, Pitangueiras sofreu com o desabastecimento de água causado pela quebra sucessiva de dois equipamentos na Estação de Tratamento de Água – ETA, que comprometeu o fornecimento à população.

A situação aguda foi solucionada, contudo, a Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente aproveita o ocorrido para explicar aos munícipes a razão de a falta de água na cidade como um todo ser uma questão sistêmica, complexa e muito antiga.

Cinquenta e sete por cento da cidade é abastecida pela água vinda da ETA, que capta matéria-prima do Córrego Estiva e conta com parte da produção de água do Poço 3.

Construída em junho de 1957, a ETA foi planejada com capacidade para tratar 80m3 por hora, atendendo os 15 mil habitantes da época. Quase 60 anos depois, esta mesma ETA atende ao dobro da população, recorrendo a improvisos para tratar 200m3 de água por hora.

Isso só é possível pelo grande esforço dos profissionais envolvidos no processo, uma vez que a estação nunca passou por reforma, melhoria ou ampliação. Ao contrário, funciona com sobrecarga e em avançada deterioração.

A ETA é fundamental ao abastecimento de água não só por sua capacidade de produção, mas também por permitir que a água captada pelos 7 poços espalhados pela cidade circule na rede, dando pressão para que chegue aos bairros limítrofes.

Atualmente, a capacidade de produção da ETA junto com o poço 3 é de 420m3 /hora e todos os demais poços juntos fornecem 241 m3 /hora.

Os reservatórios de água subterrâneo e elevado – que também necessitam de reparos urgentes – têm capacidade para armazenar 550m3. Isso implica necessariamente na suspensão do processo de tratamento por 4 horas/dia para que a capacidade máxima dos reservatórios seja atingida, regulando a distribuição de água na rede.

Tal realidade faz com que bairros mais afastados da ETA, dos poços e em regiões mais altas da cidade recebam água apenas em alguns períodos do dia ou com pouca vazão.

Ainda entre os desafios de abastecimento está a perda na fase de distribuição devido ao encanamento muito antigo de toda a rede. Há cinco anos, um estudo apontou que a perda de água tratada era de 35%; hoje, esse percentual pode ter chegado a 50% pela falta de manutenção no sistema.

Além da escassez de origem climática em diversos pontos do País, três questões associadas definem a criticidade do abastecimento de água em Pitangueiras: ETA e rede de abastecimento muito antigas e sem manutenção; falta de limpeza e manutenção dos poços; e, não menos importante, cultura de desperdício de água por parte da população.

A atual administração municipal está ciente desse quadro complexo e desafiador, e vem trabalhando em soluções para médio e longo prazo, como a busca por novas fontes de captação, projeto de reforma da ETA e manutenção de poços, entre outras que dependem de estudos e conquista de verbas.

Ainda é importante destacar que, apesar das adversidades, a água do município sempre atendeu a todos os critérios de qualidade.

Enquanto a soluções mais expressivas não vêm, pede-se que a população seja consciente e use água de forma racional!

 

Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Pitangueiras e Ibitiúva

Confira mais notícias da nossa cidade

20 | fevereiro | 2024

Vestibular Univesp 2024: polo de Pitangueiras oferece vagas

Leia mais
[wpusb layout="rounded" items="facebook, twitter, linkedin, whatsapp"]
19 | fevereiro | 2024

Escola municipal Maria Luiza foi reinaugurada após reforma completa

Leia mais
[wpusb layout="rounded" items="facebook, twitter, linkedin, whatsapp"]
19 | fevereiro | 2024

Mais de uma tonelada de material foi recolhida no Troca Geladinho

Leia mais
[wpusb layout="rounded" items="facebook, twitter, linkedin, whatsapp"]
Todas as Notícias

Confira mais notícias da nossa cidade

22 | fevereiro | 2024

Alunos fizeram passeata contra a dengue em Ibitiúva

21 | fevereiro | 2024

Troca Geladinho: nova edição será sábado, 24 de fevereiro

20 | fevereiro | 2024

Abertas as inscrições para premiações da Lei Paulo Gustavo

20 | fevereiro | 2024

Vestibular Univesp 2024: polo de Pitangueiras oferece vagas

19 | fevereiro | 2024

Escola municipal Maria Luiza foi reinaugurada após reforma completa

19 | fevereiro | 2024

Mais de uma tonelada de material foi recolhida no Troca Geladinho

Clique aqui e veja todas as notícias