Notícias

6 | junho | 2022

Educação oferece ensino exclusivo de Libras para alunos surdos

06/06/2022

Para garantir a inclusão de alunos surdos no ensino regular municipal de Pitangueiras, a Secretaria Municipal de Educação implantou um trabalho exclusivo para atender esse público, que recebe o ensino das disciplinas por meio da Língua Brasileira de Sinais (Libras).

O trabalho ocorre na sala de E.E.E (Educação Especial Exclusiva), implantada na escola municipal Waldomiro Ferreira Fraga. Os alunos surdos são matriculados na unidade e recebem esse ensino elaborado exclusivamente para atender as suas necessidades. Atualmente, a unidade atende duas crianças, uma matriculada no segundo e a outra no quinto ano.

A responsável pelo trabalho é a professora de Libras Adriana Maria Silva. De acordo com ela, o ensino na sala de E.E.E é feito de forma individual e realizado de segunda a sexta-feira com os dois alunos. No local, ela destaca que trabalha todas as disciplinas em que as crianças são matriculadas no ensino regular, como Matemática, Português, por exemplo, mas por meio de atividades bilíngües.

“Os surdos têm como primeira língua, o que chamamos de L1, a Libras. E como L2, o que definimos como segunda língua, o Português. Desta forma, ensino a eles as atividades nas duas línguas. E esse trabalho é feito durante todos os anos em que ela estiver matriculada na unidade”, explica.

Para deixar o ensino ainda mais interessante, Adriana conta com diversos recursos lúdicos, como desenhos e figuras, que ajudam as crianças a terem um desenvolvimento ainda mais rápido nos conteúdos. “A evolução delas é nítida e elas adoram aprender em Libras”, reitera.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Vanderly Aparecida Mastrogiacomo Muniz, antes da implantação desse trabalho, as crianças surdas em idade escolar do município tinham que ser transportadas para outras cidades para receberem esse ensino exclusivo.

“Elas precisavam se deslocar e era muito cansativo. Foi pensando nisso, que em 2017, aperfeiçoamos esse projeto e criamos essa sala na escola Waldomiro, que hoje conta com toda estrutura para atender essas crianças”, destaca Vanderly.

INTERAÇÃO ENTRE OS ALUNOS

E o ensino de Libras não se restringe apenas aos alunos surdos. Com o objetivo de gerar interação entre esses alunos e os demais coleguinhas, a professora Adriana e a professora Maria Lúcia Seraphin (Educação Física) criaram o projeto “Espalhar Libras”.

Ele é desenvolvido com os alunos do segundo e quinto ano da Waldomiro, as séries em que as crianças surdas estão matriculadas. O trabalho acontece durante as aulas de Educação Física, disciplina em que as crianças da sala de E.E.E estudam junto com os demais alunos.

“As intervenções acontecem no início da aula. Eu trabalho com eles a Língua Brasileira de Sinais, para que eles consigam interagir com os coleguinhas surdos”, explica Adriana.

De acordo com ela, as crianças amam e aprendem com muita facilidade. “Eles se divertem e, ao mesmo tempo, sentem prazer em terem condições de se comunicar com o amiguinho. A criança surda também se sente parte do grupo, incluída e feliz em poder se comunicar com os colegas em Libras, sua língua principal”, finaliza.

Confira mais notícias da nossa cidade

22 | junho | 2022

Mutirão de Saúde vai atualizar vacinas e exames

20 | junho | 2022

Inauguração do Poupatempo será nesta sexta-feira, dia 24

15 | junho | 2022

Feriado de Corpus Christi altera expediente na Prefeitura

Todas as Notícias

Confira mais notícias da nossa cidade

29 | junho | 2022

4ª dose da vacina covid está liberada para 40 anos ou mais

25 | junho | 2022

Poupatempo de Pitangueiras é inaugurado

24 | junho | 2022

Inscritos no Cadastro Único devem fazer atualização

22 | junho | 2022

Mutirão de Saúde vai atualizar vacinas e exames

20 | junho | 2022

Inauguração do Poupatempo será nesta sexta-feira, dia 24

15 | junho | 2022

Feriado de Corpus Christi altera expediente na Prefeitura

Clique aqui e veja todas as notícias